Frente Parlamentar da Medicina e IBDM unidos para vencer desafios...

  • Frente Parlamentar da Medicina e IBDM unidos para vencer desafios no Congresso Nacional

    Publicado dia 09 de fevereiro de 2018 - 14:02

    Médico catarinense é conselheiro do Instituto Brasileiro de Medicina

    ACM - FPMed e IBDM - Foto

    Deputados Onyx Lorenzoni e Luís Henrique Mandetta, da Frente Parlamentar da Medicina, ao lado de Douglas Muniz Barbosa, conselheiro catarinense no Instituto Brasil de Medicina

    Com o objetivo de colaborar com a qualificação da assistência à saúde no Brasil, com a atividade médica e suas demandas que tramitam no Congresso Nacional, foi criada a Frente Parlamentar da Medicina – FPMed. Ao seu lado trabalha o Instituto Brasil de Medicina (IBDM), organismo social que recebe e repassa as demandas à FPMed, na busca de uma medicina mais eficiente e moderna, um melhor atendimento para a população e mais saúde para a sociedade. A estimativa é de que, hoje, existem em torno de mil projetos que versam sobre a profissão médica tramitando entre a Câmara dos Deputados e o Senado Federal, que estão na mira da Frente e do Instituto.

    Santa Catarina atua no IBDM através do conselheiro Douglas Muniz Barbosa, atual vice-presidente da Associação Nacional dos Médicos Residentes. “A FPMed foi criada em 2017, para fazer com que a classe médica tenha voz ativa em todas as discussões que versem sobre a profissão no Congresso Nacional. Além disso, a Frente Parlamentar também tem condições de gerar propostas de leis, desde que amplamente debatidas com a sociedade, o que denota sua importância não só para os médicos, mas para toda a comunidade”, avalia o conselheiro catarinense.

    Uma das atuais ações do IBDM é fazer um grande levantando de dados sobre os projetos de interesse tramitando no parlamento brasileiro. “Buscaremos as questões de maior urgência para discutir com a sociedade e, de fato, fazer os movimentos dentro do Congresso Nacional, participando das votações e discussões”.

    Douglas Muniz Barbosa ainda destaca a necessária participação ativa nas eleições de 2018. Com a mudança no Legislativo, a composição da Frente Parlamentar também sofrerá alterações, exigindo um novo alinhamento. “O IBDM vem dando um passo único na história do movimento médico, reunindo todas as entidades médicas e as diversas sociedades de especialidades em torno de um bem comum, que sempre será pautado na transparência e com valores éticos e morais. Nesse sentido, gostaria de convocar a todos os colegas para que de alguma maneira se envolvam nas discussões e que contem conosco para ajudar. É fundamental que todos tenham consciência do papel de transformadores da sociedade”.

    Integrantes
    A Frente Parlamentar da Medicina é composta por Deputados e por Senadores, de todos os partidos, médicos e não médicos. Já o IBDM tem representantes de todas as entidades médicas reconhecidas pelas demais entidades.

     

Parceiros
Conversa com ACM